Os encantos de O PERFUME

O PerfumeO Perfume – Os encantos da história do Assassino

O Perfume é o tipo de livro que te envolve do começo ao fim, encanta. As páginas do livro chegam a exalar os odores retratados tamanha a perfeição com que são descritos.

Lançado em 1895, o romance do escritor alemão Patrick Süskind, com título original Das Parfum, die Geschichte eines Mörders (O Perfume, História de um Assassino), já foi  traduzido para mais de quarenta línguas. Não por menos, a obra foi considerada “o livro da da década de 1980″ na Alemanha.

Inspirado em teorias de Sigmund Freud, o livro conta a história de um homem que possui um olfato extraordinariamente apurado, mas não possui cheiro próprio. A história situa-se no século XVIII, em Paris, passando também pelas cidades de Auvergne, Montpellier, e Grasse. Seu protagonista, Jean-Baptiste Grenouille, possui duas características excepcionais:

  • não tem cheiro nenhum, o que assusta sua ama e as crianças com quem ele vive no orfanato, mas que permite que ele passe totalmente despercebido. Durante a história, essa ausência de odor, de que ele se dá conta somente bem mais tarde, será compensada pela criação de perfumes mais ou menos atraentes, que Grenouille utiliza de acordo com as circunstâncias a fim de ser notado pelos outros.
  • tem um olfato extremamente desenvolvido, o que lhe permite reconhecer os odores mais imperceptíveis. Conseguia cheirá–los por mais longe que estivessem e armazenava–os todos em sua memória, também excepcional para relembrar aromas. Esse olfato é sua única fonte de alegria, que ele aproveita para confeccionar, sem a mínima experiência, perfumes de qualidade excepcional.

Durante a sua vida teve vários acidentes e doenças, trabalhou como aprendiz de curtidor de peles e depois como aprendiz de perfumista e, graças às suas características, enquanto foi aprendiz de perfumista aprendeu várias técnicas para a criação de um perfume, que posteriormente foi utilizada para a captura dos odores de suas vítimas.

A ação divide-se entre o mundo dos perfumes, traduzido pelo título “O Perfume”, que servem para encobrir o mundo dos fedores, dos crimes e da hipocrisia que caracterizam a cidade de Paris no século XVIII.

O livro, até pouco tempo considerado inadaptável para a linguagem cinematográfica, foi transformado em filme no ano de 2006 pelo diretor alemão Tom Tykwer (Corra, Lola, Corra). O filme contou com um elenco de celebridades, tais como Dustin Hoffman e Alan Rickman e a personagem central da história foi interpretada pelo jovem Ben Whishaw.

O orçamento da produção extrapolou o valor de 50 milhões de euros, segundo informações contidas no sítio da Deutsche Welle, e além do cinema, o livro foi inspiração para uma canção da banda Nirvana pois Kurt Cobain, vocalista e guitarrista, considerava “O Perfume” como sendo seu livro favorito.

A canção se chama Scentless Apprentice, faixa 02 do álbum In Utero gravado em 1993.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Perfume

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s